50 years old: o que mudou em 50 anos nos casamentos

Para acompanhar a evolução do mundo, as festas de casamento mudaram bastante, mas o amor é o  principal motivo da união entre duas pessoas
tendências para casamento em 2019



O casamento ainda é a celebração e a concretização do sonho de muitos casais que desejam eternizar esse marco tão importante da constituição de uma família. Ele está presente nos quatro cantos do mundo e cada cultura realiza de uma forma diferente.
Em muitos lugares, a tradição sofreu significativas mudanças nos últimos 50 anos. A facilidade em buscar referências por meio da internet acaba fazendo com que as novidades nunca parem de chegar.
Isso gera um clima de modernização, que está em cada detalhe, dos preparativos até o grande dia. Confira o que mudou nas últimas décadas e quais são as diferenças entre casamento moderno em relação às cerimônias mais antigas.

As pessoas estão se casando mais velhas
Há 50 anos, o casamento era considerado sinônimo de estabilidade financeira. Geralmente, pessoas não tinham muita expectativa em formar uma carreira profissional e se casavam cedo. A idade média para oficializar a união era por volta dos 20 anos.
Nos dias de hoje, os casais estão começando a formar uma família por volta dos 30 anos de idade. A grande diferença em relação há alguns anos é que a atual geração dá prioridade à estabilidade financeira e realização profissional.
Mas não é só isso. Viagens, realizações pessoais e o próprio fato de aproveitar a vida sozinho e sem compromisso são motivos que fazem com que a chegada ao altar seja adiada.

As festas são mais exclusivas e têm a cara do casal

Era comum, nas décadas de 70 a 90, presenciar festas estrondosas, com grande número de convidados. Muitos deles nem os próprios noivos conheciam. Isso porque a quantidade de gente era o reflexo do prestígio que os pais do casal tinham.
Um casamento considerado digno de ser especial deveria ter, no mínimo, 500 convidados. Algumas festas chegavam a ter 2 mil pessoas! Hoje, isso é considerado fora dos padrões, apesar de ter muita gente que goste de festas grandiosas.
Nos dias de hoje, os pais pouco interferem nas tomadas de decisões. Os preparativos ficam por conta do casal, que tem mais liberdade para fazer uma cerimônia cheia de personalidade e com os convidados que realmente fazem parte de sua vida.
É cada vez mais comum ver cerimônias com até 50 pessoas. Essa onda de que menos é mais deu vez ao mini wedding. Isso vem conquistando cada vez mais espaço por se tratar de algo mais intimista e com a cara do casal, sem muitas formalidades.

A regra é não ter regras

Nada como fugir dos padrões e estar livre para escolher a celebração sem se preocupar com protocolos. Quase nem se ouve falar em etiqueta de casamento. Nessa atmosfera, vale tudo, desde a forma como se convida, até a recepção.
Antigamente, tudo era feito dentro de um modelo muito específico e formal. A sensação era de que todas as cerimônias pareciam as mesmas, só mudavam os noivos.

Festas temáticas

Na era do DIY, o “faça você mesmo”, hoje, é possível e muito mais divertido personalizar todos os detalhes da festa e deixar com a cara do casal. Uma das vantagens é a redução de custos e a liberdade para colocar a criatividade em jogo.
Um grande exemplo são convites, que podem ser feitos artesanalmente, com fotos e frases que marcaram a vida dos noivos ou criados para serem enviados pelas redes sociais, sem maiores formalidades.
E não para por aí! O cardápio também sofreu grandes mudanças em relação aos casamentos mais antigos. No século XXI, vale tudo. Existem festas que têm sanduíches como pratos principais.
Mimos, lembrancinhas, plaquinhas com frases para que as damas de honra carreguem em direção ao altar são marcas registradas de casamentos atuais. Tudo somado a muita diversão e alegria.
casamento na praia
casamento havaino

Aquele som que você respeita

A balada é o momento mais esperado dos casórios de hoje. Quem acha que casamento rima com hits do momento nem imagina que isso não era comum nas décadas passadas em que a música, se houvesse, era só ambiente.
Nos dias de hoje, DJs, bandas e baterias de escolas de samba são exemplos dos elementos que são um show a parte. Há ainda quem ama um karaokê e proporciona um ambiente de muita descontração.

Trajes descolados

O sonho do vestido de noiva branco e da grinalda quilométrica, apesar de ainda fazer parte do universo de algumas noivas, era característico dos casamentos mais tradicionais. O mesmo serve para os ternos e gravatas.
Os casamentos mais modernos não se preocupam tanto com esses padrões de cores e formatos. Cada vez mais, cores diversas vêm adentrando ao universo das roupas de casamento.
Além disso, não há uma regra em relação ao comprimento e uso de calçados e acessórios. Tênis, sandálias, bermudas, camisetas e uma diversidade de peças casuais compõem o look dos casais modernos.

Casamento por amor e vontade própria

Não só as festas mudaram.  A forma como as pessoas entendem o casamento também mudou. Casamentos antigos eram influenciados pelas famílias e nem sempre começava pelo amor do casal.
Hoje, o amor é o grande combustível, mas ele nem sempre se sustenta. Com isso, o número de divórcios é bem maior nos dias de hoje, justamente porque ninguém se sente obrigado a manter um relacionamento só para mostrar para a sociedade.
É muito importante lembrar que não havia casamento entre pessoas do mesmo sexo. Nos dias atuais, a paixão entre duas pessoas independe do gênero e muitos casais estão bem mais felizes e sendo quem quiserem ser.
O papel da mulher também mudou. Ela era submissa ao marido e sua única função era ser mãe e cuidar do lar. Sua atual independência combina com um casamento seja uma relação de parceria em todos os sentidos.
As tendências de casamento moderno são, portanto, o resultado de vários fatores, entre eles, a independência e a liberdade para viver e ser feliz sem perder a essência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário, é muito importante ler sua opinião...
Caso queira resposta para seu comentário, marque a caixinha"notifique-me". Podem entrar em contato direto pelo formulário do blog que está no rodapé.
Obrigada pela visita, volte sempre!

Paginação numerada



Subir