05/12/2018

5 dicas para aprender a se amar mais

Conheça quais atitudes podem ser adotadas na sua vida para aumentar o amor próprio e a felicidade!


mulher no espelho

O amor próprio é uma poderosa ferramenta que, quando utilizada corretamente, permite que você alcance grandes coisas, seja na vida pessoal, familiar ou profissional. Dessa forma, esse sentimento é uma das bases para uma vida mais feliz.
No entanto, muitas pessoas sofrem com insegurança, medos e receios, não desenvolvendo o amor próprio ou permitindo que os sentimentos negativos predominem. Isso causa uma série de restrições dos potenciais do indivíduo.
Outro risco refere-se à maior relação entre esses sentimentos negativos e as chances de desenvolver depressão e ansiedade, distúrbios psicológicos que exigem tratamento e podem intensificar a imagem negativa que a pessoa tem de si própria.
O amor próprio, no entanto, pode ser exercitado, de forma que uma pessoa até então insegura aprenda a gostar de si mesma. Isso não quer dizer não respeitar a própria personalidade, mas sim lidar com ela e reconhecer os aspectos positivos dela.
A seguir, confira 5 dicas de como fazer esse exercício na sua vida e aprender a se amar mais.

1. Tenha cuidado pessoal

Uma situação muito comum é que, mediante qualquer adversidade da vida, o primeiro item a ser cortado da rotina seja o tempo dedicado ao cuidado pessoal, como tempo para lazer, cuidados estéticos, academia, boa alimentação e relaxamento.
Dessa forma, conforme surgem problemas no trabalho ou vida familiar, o primeiro impacto é no cuidado pessoal, que por sua vez resulta em uma aparência insatisfatória para a pessoa, fazendo com que ela se goste cada vez menos.
Para aprender a se amar mais, portanto, é fundamental valorizar o tempo dedicado aos cuidados pessoais. Crie uma rotina de cuidados ao acordar e antes de dormir e não abra mão desse momento.
Valorize ainda momentos de relaxamento, seja para ler um livro, assistir um filme, meditar ou mesmo não fazer nada. O importante é incluir na rotina práticas que te proporcionem prazer e te façam mais feliz com a sua aparência e com suas emoções.

2. Pratique uma atividade física

Outro aspecto que interfere tanto na aparência como na autoestima é a atividade física. Não é necessário malhar para ficar com um corpo escultural, o objetivo é manter-se saudável, com menos problemas causados pelo sedentarismo.
A atividade física também libera o hormônio endorfina que está relacionado a um sentimento de felicidade e prazer. Portanto, esse hábito promove mudanças reais que possibilitam um maior amor próprio.
Nesse quadro, também pode ser mencionada a alimentação correta, que além de contribuir para uma vida mais saudável, ajuda ainda na questão estética. Invista em uma alimentação mais natural, nutritiva e regular, respeitando todas as refeições do dia.

3. Defina suas prioridades

Uma listinha de metas e prioridades pode fazer a diferença no aprendizado do amor próprio. Muitas vezes a insatisfação está relacionada com um sentimento de impotência e estagnação, assim, defina o que quer para você e acredita que te fará feliz.
Por exemplo, podem ser adicionadas metas como mudar de trabalho, iniciar um curso, fazer uma viagem, reaproximar-se dos filhos ou pais, fazer uma cirurgia plástica e muitas outras.
As prioridades podem ser de ordem física, emocional ou social. Um quesito importante é não ter vergonha dos seus objetivos. Por exemplo, se deseja fazer uma cirurgia plástica para aumento da mama porque iria sentir-se mais confiante, não deixe que o julgamento alheio te envergonhe disso.

4. Tente coisas novas

A dificuldade de se amar e ficar feliz com a própria vida pode acontecer em diferentes momentos, desde a infância até a terceira idade. Diversos sentimentos e situações podem fazer com que a pessoa sinta-se dessa forma.
Independentemente da idade na qual isso aconteça, buscar por novidades é sempre um caminho para aumentar a autoestima e descobrir novos talentos que podem tornar-se a inspiração para uma nova guinada na vida pessoal ou profissional.
Essa fase de tentativas e erros permite que você se conheça melhor, entendendo seus potenciais e limitações, assim como permite estar em constante transformação, agregando aspectos positivos para mudar o posicionamento diante da vida.

5. Cultive amizades e relações saudáveis

Ninguém vive completamente só, correto? E para que seja possível se amar mais é importante fazer um exercício de sociabilidade. Nem sempre é fácil, principalmente para pessoas mais introspectivas e tímidas, mas ainda assim é possível cultivar bons relacionamentos.
Cultivar amizades e relações saudáveis não é sinônimo de ser popular ou ter incontáveis pessoas no seu círculo social. Refere-se, na verdade, a manter-se próximo daqueles que te fazem bem.
Uma pessoa que você convive muito, que considera uma grande amizade, mas que está sempre te criticando, duvidando da sua capacidade ou inferiorizando, por exemplo, não é uma relação que valha a pena ser cultivada.
As críticas podem existir, mas as relações devem ser baseadas na confiança, incentivo, motivação e outros sentimentos positivos, tanto da sua parte como pela outra pessoa.
Com essas dicas, o objetivo é que você aprenda a se amar mais e conquiste os benefícios relativos a essa nova postura na sua vida. Lembre-se, esse processo não acontece de um dia para o outro, sendo importante ter paciência e respeitar o próprio tempo.
Quando a insatisfação estiver relacionada a questões estéticas, uma conversa com um cirurgião plástico de confiança é importante. Nesses casos, procure uma clínica de cirurgia plástica sp que seja reconhecida e possa contribuir para que você alcance seus objetivos com segurança.


Suzi Gomes
Suzi Gomes

Espero que tenham gostado do meu blog. Me segue nas redes sociais. Atensiosamente, Suzi Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário, é muito importante ler sua opinião...
Caso queira resposta para seu comentário, marque a caixinha"notifique-me". Podem entrar em contato direto pelo formulário do blog que está no rodapé.
Obrigada pela visita, volte sempre!